31 dezembro 2014

Célia Lopes Fotografia

Para fazermos coisas bonitas devemos rodear-nos de pessoas e coisas bonitas e este post é um exemplo disso mesmo.

Quem me conhece (e mesmo quem não me conhece pessoalmente mas segue o blog) sabe que não sou adepta de publicar fotos das minhas filhas. Mas neste caso tive de abrir uma exceção, primeiro porque as fotos são lindas, depois porque tinha de vos dar a conhecer o trabalho desta fotógrafa e por último porque me parece uma bela maneira de fechar o ano aqui no blog, ou não fosse este espaço inspirado pelas minhas princesas!

A Célia Lopes é irmã de uma grande amiga minha, daquelas que pode passar muito tempo sem nos vermos mas quando nos reencontramos conversamos como se estivéssemos estado juntas na véspera. Foi assim que conheci a Célia, pela minha amiga e também foi ela que ofereceu esta sessão fotográfica às minhas filhotas no primeiro aniversário delas, um presente fantástico! Pois bem, o tempo foi passando e antes que a validade do voucher acabasse, finalmente fizemos a sessão.

Quando recebemos o cd com as fotos, vê-se o talento e a paixão de alguém que faz aquilo que gosta mesmo, mas não só; vê-se também, e mais uma vez, a simpatia e atenção que a Célia tem para com as pessoas através de pequenos detalhes, quer durante a sessão quer no envio das fotos, que tornam o seu trabalho ainda mais importante e especial...

Aqui ficam algumas fotos da sessão e uma foto que eu tirei quando recebemos o cd.






Visitem o site da Célia Lopes Fotografia e a página no Facebook (Célia Lopes Fotógrafa) para verem mais trabalho dela.

Always do small things with great love - antes e depois!

Já vos tinha dito que este ano a nossa lista de presentes era quase toda hand-made e também vos tinha mostrado algumas coisas que ia usar para fazer esses mesmos presentes. Pois bem, passado o Natal e desembrulhados os presentes, posso agora mostrar o que andámos a fazer cá por casa!
 
Antes...
 

 
Depois...
 
 
 
Biscoitos de Canela e Erva Doce
 
 
Açúcar aromatizado com laranja
 
 
Licor de Chocolate


Velas perfumadas personalizadas

 
 
Tudo feito com muito amor e dedicação, como indicam as etiquetas!

O que ando a ler. . . #2


Sinopse: Trata-se da história de um rapazinho com um dom invulgar: ele consegue «roubar» as sombras das pessoas com quem se cruza. Durante umas férias de verão à beira-mar, apaixona-se por uma rapariga muda, chamada Cléa, com quem comunica através da sua sombra. E a sombra deste primeiro amor acompanhá-lo-á durante anos... Mais tarde, o nosso «ladrão de sombras» torna-se estudante de Medicina, e debate-se com a questão de usar ou não o seu dom para ajudar a curar - tanto os seus pacientes como os seus amigos.


Comunidade de Leitores da Biblioteca Municipal de Sobral de Monte Agraço
 
 
Gostei muito deste livro, do "ladrão de sombras" que arranjava sempre uma maneira de ajudar os outros mesmo quando não lhe pediam ajuda diretamente. E acaba por mostrar que nem sempre a resposta está no que se aparenta ser ou estar, mas sim na nossa sombra.

30 dezembro 2014

Enxoval para gémeos #1


Quer se esteja grávida de apenas um bebé, de gémeos ou mais, há muita coisa para preparar até ao nascimento, uma delas é o enxoval do bebé. Quando se trata de fazer um enxoval não para um, mas para dois bebés o assunto pode causar algumas dúvidas, principalmente quando se é mãe de primeira viagem, como foi o meu caso... Por isso, resolvi dar uma pequena ajuda às futuras mamãs de gémeos e fazer uma check list para que tenham uma noção de tudo o que vão precisar e as quantidades.

Não se deixem levar pela ideia de que, por serem gémeos, têm de comprar tudo em quantidades enormes - é verdade que quase tudo é em dobro, mas lembrem-se que só depois dos vossos bebés nascerem é que os vão conhecer. Digo isto porque, mesmo com as ecografias, por vezes os médicos dizem-nos que são bebés grandes e depois são mais pequenos do que se esperava e o contrário também acontece, além de que nos primeiros tempos eles crescem muito rapidamente. Claro que, quando falamos de gémeos, o mais provável é serem bebés pequenos porque são dois bebés a dividir um espaço e também porque há a probabilidade de um nascimento prematuro. Se eles tiverem de passar algum tempo na incubadora, não vão estar vestidos, inicialmente ficam só com as fraldinhas, por isso vos digo que vale mais comprar o mínimo para a chegada dos bebés e depois, se houver necessidade, comprar mais coisas se for caso disso.

Outra dica que vos posso dar é acerca das chuchas, biberões, etc.: não comprem tudo da mesma marca nem dos mesmos materiais porque os bebés poderão não gostar ou adaptarem-se melhor a outros modelos e  / ou materiais (há bebés que preferem as tetinas e chuchas de látex / borracha, outros preferem de silicone). Quando estava grávida ofereceram-me dois biberões pequenos da Chicco, da gama Step Up, cujas tetinas eram de silicone; depois comprei outros dois da Philips Avent também com tetinas de silicone e dois da Nuk com tetinas de látex (comprei todos do tamanho maior, duram até hoje; os da Chicco quando deixaram de ser suficientes para a quantidade de leite que as minhas filhas bebiam passaram a ser só para a água). Quando os começámos a usar, fomos percebendo que as pequenas davam-se melhor com uns do que com outros, em diferentes fases, por isso iamos alternando à medida que ia sendo necessário. E acabámos por comprar mais dois biberões da Nuk, que sempre foram os mais usados cá em casa, embora substituindo primeiro as tetinas de látex por outras de silicone que a marca também tem e, mais recentemente, por uns bocais de silicone que são uma boa ajuda na transição do biberão para o copo de aprendizagem.

Como é um assunto algo extenso, vou dividir por tópicos, sendo o post de hoje dedicado às roupas que devem fazer parte do enxoval para gémeos. Tal como já sugeri, estas quantidades poderão ter de ser ajustadas consoante a necessidade, esta lista é meramente indicativa (eu própria tive de pedir que me comprassem mais um ou outro body e babygrow durante os seis dias que estive na maternidade, só tinha levado quatro para cada bebé).


Roupas

10 bodies de tamanho 00 (prematuro) - manga curta ou comprida consoante a estação do ano em que esteja previsto o nascimento dos bebés
10 bodies de tamanho 0 (recém-nascido)
10 babygrows de tamanho 00
10 babygrows de tamanho 0
6 Casaquinhos de tamanho 00
6 Casaquinhos de tamanho 0
4 calças interiores de tamanho 00
4 calças de tamanho 0 (se os bebés nascerem no inverno)
8 pares de meias
6 gorrinhos
4 mantas pequenas
2 mantas maiores para usar no carrinho de passeio
10 babetes (quantos mais melhor, mais tarde vão perceber!)
14 fraldas de pano

23 dezembro 2014

Feliz Natal


A todas as leitoras do E assim sou (mais) feliz! desejo um Feliz Natal, com tudo de bom e junto de quem mais amam.
Beijinhos e Bom Natal!

Have Yourself a Merry Little Christmas

Hoje a play-list merece um "especial de Natal", por isso escolhi esta versão do Sam Smith da música Have Yourself a Merry Little Christmas.

Always do small things with great love!

Este é o nosso lema cá em casa para este Natal.
 
A lista de presentes deste ano é na sua maioria hand-made e por isso os últimos dias têm sido passados completamente em "modo Natal"! São apenas pequenas lembranças, mas ainda são umas quantas, e a véspera de Natal é já amanhã, pelo que não me posso distrair nada para ter tudo pronto para distribuir entre hoje e amanhã... Entre embrulhar os (poucos) presentes que comprei, fazer os restantes e pensar em como os vou embalar e tentar manter as princesas afastadas do que estou a fazer, podem imaginar: está instalada a confusão cá em casa!
 
Por agora fica a foto de algumas coisas que comprei para trabalhar (não está aqui tudo, claro, os ingredientes principais ficaram na cozinha), tirada antes de pôr mãos à obra. Mais tarde partilharei convosco fotos do resultado final. Mas só depois dos presentes desembrulhados para não estragar a surpresa a quem os vai receber!

 

19 dezembro 2014

Belly Sketcher - uma bela forma de recordar a gravidez

Adorei estar grávida e confesso que às vezes tenho saudades da minha barriguinha... Além de ter tido uma gravidez santa a todos os níveis, sentia-me muito feliz por ser a "embalagem" de dois presentes muito especiais e únicos! Dei-me muito bem na pele de futura mamã de gémeas, não fui uma grávida muito exigente e sentia-me muito feliz e orgulhosa da minha barriga, admito!

Há dois anos por esta altura, mais ou menos, descobri a Belly Sketcher e fiquei encantada com aqueles desenhos de grávidas à espera dos seus filhos - um projeto feito com muito carinho e dedicação por alguém que também adorou estar grávida.

A Inês Pargana foi muito simpática e querida, quer nos vários mails que trocámos nessa altura, quer durante a sessão que marcámos para me desenhar. Adorei a experiência: fomos conversando enquanto ela ia desenhando e aquela manhã de fevereiro passou tão rápido! Falámos sobre os filhos (o dela, na altura ainda era só um, e as minhas, ainda na barriga), os receios e a ansiedade que eu tinha por virem gémeas a caminho, a alegria que sentia ao mesmo tempo e tantas outras coisas.

O quarto das bebés ainda não estava pronto, mas contei à Inês que ali seria o jardim das meninas, com muitas flores, pássaros e borboletas e ela surpreendeu-me com alguns pormenores alusivos ao jardim que eu estava a criar, como as flores, folhas e os dois passarinhos deste desenho.


Este desenho está na entrada do quarto das minhas filhotas e, sem lhes dizer que era eu, desde cedo elas apontam para lá e dizem que é a mamã que ali está! Como fico contente... e vai ser tão bom rever estes desenhos mais vezes e recordar com elas a "nossa" barriga!

Foi uma forma muito bonita, original e artística de guardar imagens da minha gravidez, tão desejada e tão feliz. Ainda bem que conheci a Belly Sketcher!

Pedi à Inês que me enviasse mais uns desenhos para vos poder mostrar aqui no blog e aqui estão eles, mas visitem o blog ou a página no Facebook da Belly Sketcher para conhecerem mais do trabalho dela (que entretanto evoluiu e já não são só desenhos de grávidas, mas também bebés, crianças, famílias) e, quem sabe, marcarem a vossa própria sessão. Acreditem que vale a pena!




17 dezembro 2014

O quarto das minhas bebés

Caso não tenham reparado, ali em cima, entre a Play-list e As minhas "colheres", está uma página nova... E hoje, para dar as boas vindas a esta nova página aqui no blog, publico as fotos do quarto das minhas filhotas. Foi o primeiro quarto delas, o quarto de bebés, e também o meu primeiro projeto depois de ter concluído o curso de Decoração de Interiores, pelo que foi um projeto especial e é com muito orgulho e carinho que o apresento!

Comecei a pensar neste quarto ainda antes de saber o sexo dos bebés, além de que havia a hipótese de ser um casal, por serem gémeos falsos, por isso queria um tema que não fosse marcadamente "menina" ou "menino". E um dia, a ver uns vinis decorativos de parede, surgiu a ideia para o tema: meninos no jardim! Tinha apenas de apostar mais em flores e borboletas se fossem duas meninas, abelhinhas, papagaios de papel e outras brincadeiras se fossem dois meninos, ou conjugar tudo muito bem se fosse um casal.

Como poderão ver, resisti à tentação de o preencher a rosa de alto a baixo, mas sem o excluir por completo. Escolhi uma conjugação de verde clarinho, rosa e lilás e alguns apontamentos a branco. Como se tratava de um quarto de gémeas, uma mobília evolutiva não era solução... E como seria um quarto de "curta-duração", decidi não comprar tudo novo, reutilizar algumas peças de mobiliário e conjugá-las com outras novas. Assim, a cómoda e a secretária da mobília do quarto que eu tinha, em solteira, em casa dos meus pais passaram a ser a cómoda e o muda-fraldas da área de vestir / higiene do quarto das meninas.












 
 
E com alguma bricolage, criatividade e trabalhos manuais pusemos de pé o tão desejado "jardim". A treliça foi pintada a branco por mim, já bastante grávida, e fixada na parede, com muita paciência, pelo meu marido, os puxadores do roupeiro foram substituídos por uns rosa com corações brancos da Zara Home e numa das paredes ainda fizemos aparecer um bando de borboletas a esvoaçar! 
 


 
 
 
Os protetores das camas e as colchas foram feitos por encomenda, tal como as flores, passarinhos e borboletas que salpicam o quarto com cor, alegria e ternura.




Por fim, uma foto deste desenho que está logo na entrada do quarto. Foi feito pela Inês Pargana, que me desenhou em fevereiro, sensivelmente um mês antes do nascimento das meninas.

 
 
A Inês tem um projeto único e muito bonito do qual falarei nos próximos dias. É uma boa sugestão para as futuras mamãs que querem eternizar um momento tão especial da vida, a gravidez. Não percam! 

05 dezembro 2014

Aos 20 meses, nova conquista!


Cá por casa estamos muito contentes e orgulhosos das nossas pequenas! E aliviados, também, por finalmente as termos desabituado de algo a que nós as tínhamos habituado e que se tornava mais difícil de continuar a fazer a cada dia que passava...
 
Ontem adormeceram sozinhas, deitadas nas suas caminhas, sem choros nem birras! O que para muitos pais não é nada de especial, para nós é um grande feito porque as nossas filhas estavam habituadas a adormecer ao nosso colo... Não é um bom hábito, é certo, principalmente quando se tem duas bebés e algumas vezes somos só uma para adormecer as duas... Mas ao mesmo tempo, era algo que eu gostava de fazer porque a partir de determinada altura elas deixaram de querer colinho como antes (andar a brincar é muito mais apelativo! não as censuro...) e era na hora de ir para a cama que podíamos aproveitar para ficar um pouco com elas no colo, serenas e fofinhas... Mas também mais pesadas de dia para dia...
 
Já tínhamos tentado outras vezes pô-las na cama para adormecerem ali, mas ainda não tínhamos tido os resultados que queríamos. Deitávamo-las, reduzíamos a luz, música a tocar e ficávamos com elas - ficavam deitadas durante dois minutos, ou menos! Levantavam-se na cama e pediam colo e nós, que queríamos era que elas dormissem rapidamente, cedíamos...
 
Até que a semana passada, numa noite em que o pai não estava e a minha mãe tinha vindo comigo para casa para me dar uma ajuda com elas, resolvemos pô-las na cama e tentar mais uma vez. E não é que resultou? Claro que achei que só tinha resultado por estar cá a avó, mas no dia seguinte, já com o pai em casa, resolvi tentar de novo.
 
"Se em casa da avó adormecem nas vossas camas quando vão dormir a sesta, aqui tem de ser igual!", disse eu quando as deitámos e elas começaram a pedir colo. Luz apagada, projetor da Chicco em funcionamento, com imagens coloridas no teto e música a tocar durante um bocado, fraldinhas e peluches para fazer companhia, lá as deixámos sozinhas no quarto e ficámos no hall de entrada, às escuras, à espera. Ainda estivemos com elas durante um tempo, mas percebemos que enquanto ali estivéssemos elas iam sempre tentar levantar-se e pedir colo. Choraram por um bocado, principalmente a B que é sempre a mais dramática. A H sossegou em pouco tempo, a B ainda insistiu e chamou-nos umas quantas vezes. Voltámos a ligar o projetor mais duas vezes até que tivemos a certeza de que estavam as duas a dormir. Tínhamos conseguido!
 
Nos dias seguintes fizemos o mesmo e reparámos que a duração do choro e chamamentos ia diminuindo de dia para dia, tal como o número de vezes que tínhamos de voltar a ligar o projetor. Progressos, portanto!
 
Ontem foi a primeira noite que elas não choraram nem chamaram uma única vez e o projetor não teve de ser ligado mais vez nenhuma senão a primeira! Tempo record para adormecer e comportamento exemplar das minhas filhotas!! E tudo em pouco mais de uma semana... Nunca pensei que demorasse tão pouco tempo a tirar-lhes o hábito de adormecer ao colo, mas a verdade é que elas aprendem, percebem e adaptam-se muito bem a quase todas as mudanças que vão surgindo. :) :)

04 dezembro 2014

Christmas Mood #3


A poucos dias de tratar da decoração de Natal cá em casa, ainda arranjei um tempinho para pesquisar algumas ideias de decorações ao estilo "faça você mesmo". São ideias simples, que não requerem muitos materiais nem muito trabalho mas que no final fazem um efeito muito bonito.

As velas dão sempre um ar acolhedor a uma casa e nesta época do ano ainda mais. Aqui ficam três ideias de como tornar velas simples em apontamentos distintos na decoração duma mesa.




Ainda para a mesa e mesmo não sendo um DIY (a não ser que saibam tricotar para fazer umas botinhas destas, claro), achei esta ideia tão amorosa que não podia deixar de partilhar a foto!


A próxima foto fala por si: só precisam de arame na cor que quiserem e um molde em forma de cone (em esferovite, cartão, etc.) para enrolar o arame em volta. Depois, quando chegarem à base do cone, retiram o molde e têm uma pequena árvore de Natal para complementar a decoração. Muito simples!


Este simpático boneco de neve também se faz em pouco tempo e com pouca coisa, como podem ver nas fotos.


Algo que eu sempre achei muito giro e continuo a achar são os pequenos globos de neve que nós agitamos e quando os pousamos fica a nevar lá dentro por uns instantes. E descobri que dá para fazermos os nossos próprios globos de neve de uma forma muito fácil! Só precisamos de um frasco de vidro com tampa, cola quente, glitter e massa Fimo ou cartão e um palito de madeira (se quisermos um globo com água como o da segunda foto, temos de usar massa Fimo, o cartão é só para os globos que levem apenas "neve" como o da primeira foto).

Para fazer um globo só com "neve", desenhamos e recortamos num cartão verde a forma de um pinheiro duas vezes (ou outra figura, se preferirem): num faz-se um golpe ao meio na parte de baixo, no outro faz-se um golpe ao meio no topo, para os encaixarmos um no outro de seguida. Na parte de baixo do pinheiro, ao centro, colamos um palito ao qual cortamos depois o excesso em comprimento, deixando apenas uma pequena ponta. Colocamos um pouco de cola quente no interior da tampa do frasco e a ponta do palito que ficou à vista é colada aí. Se estivermos a fazer um globo de neve com água, o que se cola diretamente na tampa do frasco é a figura feita em massa Fimo. Deixamos secar; alguns glitters (e água) no frasco, fechamo-lo com a tampa e voltamo-lo ao contrário. Para um acabamento mais bonito e cuidado, podemos ainda decorar a tampa com uma fita de tecido, corda, etc. E voilá! Já temos um globo de neve!



Uma ideia muito original que vi foi usar rolhas de cortiça para criar grinaldas para as portas.
A base é a mesma para todas, um aro em cartão, madeira, MDF, etc. em que se vão colando as rolhas, sobrepondo-as umas às outras, como se vê nesta foto:


A forma de colar as rolhas e a decoração aplicada no final é que vai ditar o estilo da grinalda.
Ficam alguns exemplos.





Por fim, umas ideias bem giras para ir ao sótão buscar aquelas decorações de Natal que já não estávamos a pensar usar e criar novas peças com elas. Sim, não temos de comprar tudo novo, todos os anos, para conseguir uma boa decoração de Natal!






Uma última dica: está a usar-se outra vez o crochet e as rendas, vê-se muito por aí, tanto em decoração de interiores como em roupa e acessórios de moda. Se querem aderir a esta tendência mas não sabem nem têm tempo para fazer crochet, procurem nos baús das vossas avós. Será uma bonita forma de decorar a casa nesta quadra, homenageando uma tradição muito antiga e envolvendo todos os membros da família!



Imagens tiradas de vários sites e blogues: Ambiente Bariri, Casadinhas, Escrevendo Assim, Gata de Botas, Indulgy.com, LojasKD, Malaguetaloc.com, Marca Fortaleza, Minha Vida Cor de Rosa, Mycakies.com, Vá de Vintage, entre outros.